Governo Municipal inicia escola integrada no Oratório Dom Bosco

Ouro Preto,
27 de Outubro de 2013

Projeto Tempo Integral é uma parceria entre as Secretarias de Educação, Esportes e Lazer e Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania

A Prefeitura de Ouro Preto deu início na manhã de segunda-feira (21) as atividades do Projeto Tempo Integral. Em cerimônia realizada no Oratório Dom Bosco, em Cachoeira do Campo, diversas crianças, pais e professores marcaram presença para conferir o projeto inédito para a rede municipal que será desenvolvido a partir de agora com os alunos. A escola integrada é uma parceria das Secretarias de Educação, Esportes e Lazer e Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania.

“É um projeto muito grande que temos. Estamos começando agora, dando continuidade a um trabalho que já era realizado, mas que teve que ser interrompido por falta de recursos. A Prefeitura assumiu esse trabalho e pretende capacitar as crianças, formando profissionais melhores para o futuro” ressalta o vice-prefeito, Francisco Rocha Gonçalves (Chiquinho Xavier).

A secretária de Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania, Regina Braga, explica o valor do projeto para a comunidade. “Todo dinheiro investido em crianças não é gasto, mas investimento no futuro. Nós já colocamos no orçamento do próximo ano esse recurso para o Oratório e pretendemos ampliar as atividades, inclusive inserindo a Secretaria de Saúde”.

O secretário de Educação de Ouro Preto, José César de Sousa, lembra a importância do projeto para a educação municipal. “Este é um marco do início do Projeto Tempo Integral que a Prefeitura começa a partir de agora. É um custo alto, mas a Administração Municipal não se furtou em apoiar e desenvolver as atividades”. Segundo o secretário, os alunos contarão com reforço escolar (aulas de Português e Matemática) e oficinas como informática, higiene, beleza e, em um futuro próximo, música. “Nós queremos diversificar ao máximo as atividades no Oratório, ampliando esse processo de formação continuada dos nossos alunos”.

O comodato entre a Prefeitura e Oratório foi assinado em agosto deste ano. Com o apoio da Administração Municipal, o Oratório dobra a capacidade de atendimento, que passa a ser de 400 crianças e adolescentes. Serão desenvolvidas atividades esportivas, educacionais, de reforço e sociais. Poderão participar alunos da rede municipal e estadual. A Prefeitura irá arcar com todos os gastos, como transporte e salário dos funcionários.

O secretário de Esportes e Lazer, Marco Antônio de Freitas (Marquinhos) lembra o empenho da administração municipal em dar continuidade às atividades antes desenvolvidas pelo Oratório. “O prefeito nos pediu que nos reuníssemos com os Salesianos para não deixar o projeto acabar” e completa “a Secretaria de Esportes vai disponibilizar um monitor somente para o Oratório e vamos também implantar um projeto social que atenderá crianças de 7 a 17 anos”.

A intenção agora é expandir o projeto para outras escolas, abarcando todos os alunos da rede municipal.

Comments powered by Disqus

Newsletter

Acompanhe-nos

Encontre-nos no Facebook