Domingo festivo e histórico em Cachoeira do Brumado

Mariana,
28 de Abril de 2016

Não é exagero dizer que o domingo, 10 de abril de 2016, entra para a história de Cachoeira do Brumado e também de toda Mariana. Três importantes segmentos culturais da cidade foram homenageados em uma solenidade no distrito. A festa ficou por conta da Sociedade Musical 8 de Dezembro, que comemorou 102 anos de existência. Apesar de trazer no nome uma data do final do ano, a sociedade musical foi fundada em 10 de abril de 1914. “A data 8 de dezembro remete ao dia da padroeira da comunidade, Senhora da Conceição”, explica Cleifane Freitas, presidente da banda.

Desfeita a dúvida, é hora de comemoração. Tanto no sábado quanto no domingo os cerca de 30 músicos da corporação musical se revezaram nos trombones, trompetes e tambores para levar alegria e diversão a todos.

O reconhecimento como Patrimônio Imaterial de Mariana para a Panela de Pedra de Cachoeira do Brumado e o Zé Pereira da Chácara foi outra atividade marcante deste final de semana. Entregue pelo Conselho de Patrimônio da Secretaria de Cultura, Turismo e Desportos da Prefeitura de Mariana, o título reconhece a importância e a história da associação folclórica Zé Pereira da Chácara e da associação dos artesãos de Cachoeira do Brumado. Ambos foram registrados como patrimônios imateriais da cidade em dezembro de 2015, sendo os primeiros a serem inscritos no livro de Registro de Patrimônio Cultural da cidade.

“Tudo isso que vivemos aqui hoje mostra o quanto é vasta, diversificada e bela a nossa cultura. Que cada vez mais turistas venham nos visitar, pois Mariana continua linda”, disse o prefeito Duarte Júnior “Du”, que esteve com a primeira-dama, Regiane Oliveira, desde que começaram os eventos comemorativos, às 9h do domingo (10).

Segundo o coordenador de Patrimônio, Lélio Pedrosa, a intenção de tornar a arte da produção das panelas de pedra e o grupo do Zé Pereira da Chácara como patrimônio imaterial é de reconhecer, proteger e manter vivas essas manifestações culturais da região. “O grupo Zé Pereira, inscrito como registro das formas de expressão, e o modo de fazer as panelas de pedras, inscrito no livro de saberes, apresentam um valor histórico, simbólico, artístico e cultural e, por isso, merecem reconhecimento”, explica.

Zé Pereira da Chácara - Considerado o mais antigo grupo carnavalesco do país, o Zé Pereira da Chácara de Mariana foi criado em 1846. Os catitões, feitos a base de taquara, papel jornal, cola e muita criatividade chegam a medir três metros de altura. Geralmente o grupo se apresenta durante o carnaval em cortejos realizados pelas ruas de Mariana, e em festas tradicionais do município como o Dia de Minas.

Panela de pedra sabão - A origem da panela de pedra em Cachoeira do Brumado remonta há mais de 250 anos. Segundo moradores as panelas dão mais sabor a comida mineira e fazem parte da história do distrito, sendo lá o berço da produção artesanal deste item. A arte da produção das panelas tornou-se uma das principais atividades econômicas, e através da abundância de material na região foi possível expandir o comércio a outros estados e até países, tornando a arte reconhecida.

Domingo festivo e histórico em Cachoeira do Brumado - Foto de Élcio RochaDomingo festivo e histórico em Cachoeira do Brumado - Foto de Élcio Rocha
Comments powered by Disqus

Newsletter

Acompanhe-nos

Encontre-nos no Facebook